domingo, 29 de maio de 2011

Arte Que Se Faz Com Botões e Papel



Em 1996, enquanto experimentava materiais criei alguns trabalhos com botões de roupa. Este Buquê de Botões é um dos meus favoritos. 

Em meu trabalho de Artista Gráfico e Artista Plástico sempre gostei de misturar e descobrir novas técnicas e novos formatos. Fiz muitas ilustrações, logos e capas utilizando bico de pena e ou colagem. Há mais de 20 anos criei séries de Cartões em peças únicas e totalmente atemporais. Ou seja, eles podem ser oferecidos em qualquer época e ou comemoração do ano: do nascimento à morte de um ente querido. O presenteado será a única pessoa do mundo a ter um cartão original de qualquer um dos temas. 














As séries variam em temas folclóricos (Boi de Folia), flores (Ikebanas), animais (gatos, cães, peixes, dragões, pássaros, girafas). Alguns animais têm movimentos, como a girafa, que move a cabeça e o pescoço, enquanto as manchas ficam no lado oposto ou cães que giram bolas. Para cada coleção é criado um numero pequeno de obras numeradas e assinadas que, geralmente, vendo para colecionadores. Hoje, além do Brasil, os meus cartões estão em coleções na Inglaterra, França, Polônia, Alemanha, EUA e Canadá. 



















Todos os trabalhos são feitos à mão, utilizando (hoje em dia) sobras de variados tipo de papel. As folhas, flores, penas, são recortadas uma a uma, e, dependendo do tema, os papéis são texturizados um a um e ou picotados, com diversos tipos de tesoura. Enquanto não arranjo tempo para criar a minha página exclusivamente com trabalhos gráficos, ilustrações, humor e artes plásticas, publico mais alguns deles aqui no Lixo Que Vira Arte. 

Da série Boi de Folia




Da série Pássaros: 




Da série Ikebanas de Papel:




Da série Cães:




Da série Gatos




Da série Peixes:




Criação e fotos de Joba Tridente

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Casa Embalagem - Encaixe



Eu já publiquei duas matérias sobre Casas feitas com Embalagem de Pizza: aqui e aqui . Há algum tempo prometi um modelo de Casa de Papel feita apenas com Encaixe, sem precisar colar. Olha ela aí.


Como era apenas um teste (que acabei fotografando) escolhi a parte traseira da caixa, cuja estampa é feiosa. Mas se você escolher a parte frontal e não optar pela interna (que possibilita pintura), o acabamento da estampa será muito melhor..., dependendo do sabor, é claro! Os borrões na “estampa” é para apagar o nome do fabricante.


Para fazer esta Casa Embalagem usei uma face da caixa de pizza (industrializada), régua, lápis, tesoura e estilete. Dependendo da marca e do sabor pode se conseguir belas estampas. Desenhei a “planta” a partir do tamanho da embalagem: laterais com 10 cm de altura e 6 cm de largura; piso com 6 x 6 cm; teto com 5 cm de altura e mais 2 cm de aba (orelha de encaixe) por 6 cm de largura; laterais (que fecham triangularmente) com 4 cm de altura por 6 cm de largura. Todas as abas eu deixei com 2 cm. Essas medidas você decide conforme a embalagem e tamanho que queira fazer a Casa Embalagem

Antes de fazer uma Casa Embalagem final, experimente, teste medidas e formatos diferentes e, inclusive, o tamanho dos cortes para encaixe das abas. Veja que eu sinalizei (com cores diferentes) as abas e os cortes de encaixe, que variam conforme o tamanho das abas. Os cortes têm que ser exatos para um melhor encaixe. O “A” tem duas abas porque uma é de base (com o corte) e a outra (com recortes por causa da janela) de encaixe. 

Depois de desenhado e recortado o modelo é só ir dobrando e fechando em si mesmo (nos encaixes) como se fosse uma caixa, que ao final será. 


De lado: dobrando e encaixando laterais.


De baixo para cima: dobrando e encaixando base.


De cima para baixo: dobrando e encaixando teto e lateral triangular.


Fazendo a mesma coisa: pelo lado avesso da embalagem.


Fazendo a mesma coisa: pelo lado avesso da embalagem.


As casas prontas em frente e verso.

Criação e fotos de Joba Tridente

domingo, 8 de maio de 2011

Vaquinha de Tetra Pak - Passo a Passo


Em 2007, quando orientei uma Oficina de Bonecos, no Festival de Inverno da UFPR, em Antonina, entre as sucatas havia uma quantidade enorme de caixas de leite com a estampada de uma simpática Vaquinha. Já que a proposta era fazer bonecos com Caixas de Fósforos, usando recortes de revistas, uma garotinha sugeriu a Vaquinha. Geralmente utilizo uma ilustração (cabeça de animal ou de gente) que cubra toda a caixa (ou favoreça uma composição), como já mostrei por aqui, e a cabeça da Vaquinha era muito pequena. Aí, corta daqui, recorta lá, cheguei a esta criação e, depois, a outras possibilidades.

Material
Bom, para fazer este modelo da Vaquinha Tetra Pak, primeiro você precisa arranjar uma embalagem de leite (em caixa) que tenha uma figura igual a esta da foto. Depois de beber todo o conteúdo, abra a embalagem pela lateral e lave com água, esponja (macia), sabão e coloque para secar. Falei para abrir pela lateral porque (quem comprou o leite já sabe) a caixa tem duas estampas da Vaquinha, só que uma delas fica justo na emenda, mas, com jeitinho, dá pra fazer mais uma Boneca.

Agora, sendo prático, há duas opções: com caixa de fósforos (pronta) e ou fazendo a própria caixa do tamanho que quiser.

O material é o seguinte para quem for fazer com caixa de fósforos: estampa da Vaquinha, tesoura (recortar), estilete (recortar detalhes), fita dupla face ou cola (colar), sobra de papel vermelho (língua), lacre de embalagem (alça de manipulação).

O material é o seguinte para quem for fazer com a sua própria caixa: estampa da Vaquinha, tesoura (recortar), estilete (recortar detalhes), régua (traçar medidas da caixa), lápis (riscar), ponta seca (marcar dobras da caixa), fita dupla face (colar), sobra de papel vermelho (língua), lacre de embalagem (alça de manipulação), papel firme (tipo embalagem de pizza, eu usei de sabonete).


A Vaquinha
Recorte a estampa da Vaquinha e (contornando o pescoço) separe a cabeça. A parte interna (verde) do rabo e o topete aparei com o estilete. A embalagem Tetra Pak é um pouco dura para cortar com tesoura sem ponta.

Eu uso uma mais resistente. Não aconselho (porque fica muito mole), mas, pode retirar a película prateada, com cuidado, para facilitar o corte.


Boca
Preste atenção em como recortei a boca: um corte de ponta a ponta na parte mais larga da cara da Vaquinha, dá uns 3 cm. Na verdade eu redesenhei a boca que é curva, como se pode ver no original.


Medidas
A largura da caixa de fósforos é maior que a boca da Vaquinha e, por isso, sobra alguns milímetros nas laterais. Não vejo problema algum, mas se quiser pode criar a sua própria caixa e na largura certa. Fazer uma caixa com gaveta (tipo caixa de fósforos) é bem simples. Veja as fotos. A caixa tem duas faces (frente e verso) e duas laterais. A gaveta tem uma base (fundo) e quatro laterais: duas longas (para correr dentro da caixa) e duas curtas (para fechar a caixa em cima e embaixo). Se ainda tiver dúvidas sobre isso, pegue uma caixa de fósforos e observe atentamente.

Aproveitei uma embalagem de sabonete e fiz a caixa com as seguintes medidas: largura: 3 cm, lateral: 1,5 cm e altura: 6 cm, enquanto que uma caixa de fósforos tem de 4,5 a 5 cm de altura. O tamanho apropriado da caixa (nem muito grande e nem muito pequena) facilita para a criança segurar e manipular a Boneca.


Caixa
A caixa: risque (num papel firme) duas faces (de 3 cm) entre três laterais (de 1,5 cm) que, depois de coladas (a lateral um com a lateral três), vão ficar duas laterais. Ou seja: lateral 1 + face 1 + lateral 2 + face 1 + lateral 3 (aqui o vermelho 1 cola no vermelho 3). Depois de montar a caixa, resolvi cobrir com papel azul (céu) a parte da frente. Se quiser pode cobrir, pintar da cor preferida, deixar ao natural, ou de acordo com o uso que fará do Boneco.

  
Gaveta
A gaveta: meça o tamanho da abertura (para encaixe) da boca da caixa e, a partir daí, marque as medidas da gaveta. Você vai diminuir entre um e (no máximo) dois milímetros o tamanho da base (fundo) e laterais. Com o tipo de papel que usei, diminuí apenas um milímetro em toda ela. As laterais, à esquerda e à direita da base, é só dobrar. As duas abas laterais de cima e de baixo da base, são dobradas e coladas uma na outra e, pra finalizar, cole sobre elas (como um fecho envolvendo as duas) a dobra maior (da base).


Cabeça e Boca
Caixa e gaveta prontas e só montar a Vaquinha. Primeiro, cole a parte de cima da cabeça rente à base da caixa.

A parte inferior da boca será colada sobre um reforço, para não quebrar. Reforço é um pedaço de papel cortado do tamanho da lateral inferior da gaveta, com uma dobra e um recorte no formato da boca da Vaquinha. Cole o reforço na lateral inferior (externa) da gaveta. Depois, vire a gaveta e sobre o reforço (na parte arredondada) cole a outra parte da boca.

Atenção: se for colar com a fita dupla face não é preciso retirar a película, mas se for usar cola, a película deve ser recortada e retirada com cuidado.


Língua
Para fazer a língua é só cortar uma (conforme modelo) em um pedaço de papel vermelho (rosado ou da cor que quiser) e dobrar a ponta. Na parte superior e atrás da língua cole um pedaço de fita dupla face e cole (conforme modelo) na base interior da gaveta, deixando uns dois milímetros de distância entre a dobra da língua e a lateral inferior. Não coloque a gaveta dentro da caixa ainda.


Abertura para Manipulação
Para manipular a Vaquinha e determinar o tamanho de abertura da boca, vire a caixa (e não a gaveta) e corte (1 cm) de cada lado das laterais (de cima para baixo). Quanto maior o corte, maior a abertura da boca. Dobre e cole, pelo lado de fora, a parte que sobra, ou simplesmente corte fora.


Corpo da Vaquinha
Depois do corte para a manipulação, pegue o corpo da Vaquinha e cole atrás da caixa (com a cabeça). Se for usar cola, recorte (na estampa da Vaquinha) apenas a parte a ser colada, na largura da caixa, conforme o modelo com a dupla face.

Veja a foto com a dupla face, é onde deve ser colada (a caixa) ou recortada a película para usar cola.


Lacre para a Alça
Pegue a gaveta e, com cuidado, use a ponta de uma tesoura, agulha grande (ou qualquer coisa pontuda) para fazer dois furos na parte superior e passe o lacre (de embalagem).

 Use o dedo indicador como medida e enrole. Agora, encaixa na caixa e pronto!

A Vaquinha
Agora que a Vaquinha está pronta é só praticar a manipulação e dar asas à imaginação.

Invente outros modelos, agora que já tem a base.

Criação e Fotos de Joba Tridente

domingo, 1 de maio de 2011

Boneco Bailarino

Há alguns anos eu desenvolvi um projeto em que Moreno, o Boneco Bailarino, era o protagonista. Mas, questões técnicas e financeiras, me obrigaram a adiar. Com isso, o máximo que Moreno fazia era me acompanhar nas Oficinas Culturais que oriento e servir de modelo diferenciado para confecção de Boneco de Fio.

Como eu sou um sonhador e idealizo mais do que tenho condições de realizar, muitos projetos entram na fila de espera de Captação de Recursos que, no Brasil, como a maioria dos artistas sabe, é um privilégio de poucos desnecessitados.

Bem, mas deixando o nhenhenhém de lado, com o avanço tecnológico resolvi restaurar Moreno e repensar no antigo projeto (inspirado em um fato real) que conta a história de um singular Boneco de Fio que sonha em se tornar um Bailarino e dançar O Pássaro de Fogo (L’Oiseau de feu) de Igor Stravinsky (1882 - 1971).

É um trabalho exaustivamente complexo e ainda estou (estamos) nos ensaios e desenhando a coreografia, que será original. Espero que, desta vez, o espetáculo desencante e aconteça. Estou postando os primeiros estudos.


Moreno, o Boneco Bailarino, foi criado com recortes de papel e tem articulações de braços, pernas e cabeça.

criação e fotos de Joba Tridente
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...